quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Desejos

Estou aqui sentada relembrando teu corpo. Teus cabelos, teu cheiro, teu cavanhaque. As vezes me forço a não pensar em você. Perambulo pela casa, me mantenho longe do computador, porque sei que irei procurar suas fotos. E digo a mim mesma: Não faça isso. Foi somente uma aventura. Não passou de uma noite. Uma noite maravilhosa é verdade. Não olhe, não suspire. Quando dou por mim estou admirando você novamente. Então as lembranças daquela noite invadem meus sentidos. Meu corpo anseia pelo teu toque. Sou transportada para aquela praia novamente. E me delicio te vendo chegar. Estava anoitecendo, uma brisa suave brincava pelo meu corpo. Meu maiô havia muito estava seco, preto e simples, as costas totalmente nuas. Estava deitada na esteira pensando se deveria ou não entrar novamente no mar, agora que a água estava morna. Levantei de corri até lá. Sentei e deixei o mar acariciar minha pele. De repente me senti observada, olhei em volta mas não percebi nada ou ninguém. Disse a mim mesma ainda estou um pouco ansiosa e andei um pouco mais para o fundo, agora estava boiando naquelas águas claras e admirando o céu noturno coalhado de estrelas, com a lua cheia imensa e linda. Novamente ouço um barulho e decido que é hora de voltar para o quarto de hotel.


Nenhum comentário: