sábado, 5 de novembro de 2016

Aviso





Moço, cuidado!!

Quando quero vou atrás.

Quando desejo deixo claro.

Quando gosto sou transparente.

Mas, quando decido desistir.

Consigo seguir em frente.

De nada adianta doar-se

para quem não quer.

De nada adianta desejar

se não há recíproca.

Sou intensa demais para migalhas.

E sinceramente não faz meu estilo.

Enquando me importo, incomodo,

aviso, mando mensagens...

Ainda há tempo.

Para o amor.

Para o desejo.

Para o encontro dos corpos novamente.

Satisfazer nossas safadezas.

Lamber tua carne.

Beijar teus lábios.

Escorregar pelo teu corpo.

Sugar teu néctar...

Enlouquecer teu corpo com o meu.

Mas, se não há concordância.

Sinto muito, esse lugar não me serve.

Gosto de me sentir abusada e usada.

Mas, ser jogada de escanteio

não é comigo.

Dou valor a quem me dá valor.

Não desperdiço amor.

Não desperdiço minha libido.

Com quem não sabe o que tem nas mãos.

Sou mulher demais.

Preciso de espaço.

Necessito do toque.

Da vontade do homem

que quer meu ser.

Sem isso, esse lugar não é suficiente.

Não caibo em espaços estreitos.

Meus seios querem ser tocados.

Minhas pernas anseiam por estarem trançadas

em costas como um abraço.

E meu sexo...

Ahhh!!! Sabes bem como é...

Abrasador, o cheiro se espalha pelo comodo.

Então não me venha com migalhas.

Sou inteira demais para coisas de menos.

E do mesmo jeito que cheguei, parto.

Vai doer? Sim vai.

Mas, nada que um dia depois do outro não cure.

Sou mais eu.

Sempre.

Nenhum comentário: