quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Amor e BDSM

Amor e BDSM. Sim eu sei que é um assunto controvertido. Pensando bem qual assunto não é? Existe amor entre Dominador e submissa? Bem, acredito eu que sim. Acontece que a maioria vê o amor como algo cor de rosa, cheio de lacinhos e de declarações... Na minha concepção, isso é muito chato. Explico porque: Quando me entrego a alguém, quero sentir todas as emoções possíveis. Dor, prazer, excitação, coração batendo a milhão. Ao me aceitar como submissa sabia exatamente o que queria e como é o nosso mundo. Quem vê o BDSM como um mar de rosas, com certeza está no lugar errado. É claro que temos nossos momentos mais calmos. Estar abrigada no peito do dono e outros que quem conhece sabe. O que tenho visto muito nesse mundinho azul é a carência disfarçada tanto em dominadores como em submissas. Por outro lado temos os que tentam usar nosso mundo como um grande parque de diversões, como se tanto um lado como outro do chicote, fossem somente seres pornográficos. Aviso a esses incautos: Vão estudar. BDSM é muito mais do que sexo, muito mais do que uma foda bem dada. Gostamos de sexo? Claro! Acima de tudo gostamos e sentimos prazer em dominar e ser dominados. Há na dominação um amor diferente de tudo o que já foi vivido, o mesmo se dando com a submissão. Não queiram enquadrar nosso tipo de amor dentro de um mundo que vocês conhecem. Nosso amor é anormal assim como somos nós. E digo mais, nunca quis ser normal mesmo. A relação entre Dominador e submissa é intensa demais, prazerosa demais para ficar restrita ao que outros pensam ser ou como deveria ser. Pode haver dominação sem amor? Alguns dizem que sim. Digo que quando o Dominador cuida, zela, acalenta e mesmo quando ele castiga ou simplesmente faz o que quer com o que é dele, ele ama. Do jeito dele. A submissa!!! Ama sempre, sem amor não há entrega. Novamente esse é o meu pensamento. Como encaro o mundo ao qual pertenço.


Um comentário:

{Λїtą}_ŞT disse...

Olá, Yasmin.
Muito boa a sua definição, posso dizer que eu não encontraria melhor...
Como explicar o amor BDSM, aquele que ocorre entre um Dono e sua submissa? Impossível. Mas sabemos, quem vive isso sabe o quanto é diferente, o quanto é intenso, o quanto é inteiro, completo e o quanto nos absorve.
Vivo uma relação de amor. São 9 anos de amor e sempre conversamos sobre isso, até pq é o que nos une, é o que nos mantém. O maior laço entre um Dominador e sua submissa é o do sentimento pois não existem papéis válidos, vida em comum (a não ser nos casos de 24/7), filhos, bens, nada que os una a não ser a vontade de ficarem juntos e os sentimentos.
Desculpe mas não me lembro de vc pelo nome, embora esteja vendo que o blog já existia. Vc é alguém que conheço e que mudou de nome?
Beijos