sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Pensamentos

A vida é engraçada.

Fere, cura.

Como pode um coração passar incólume por ela?

Em outros dias sorrir e gargalhar faz bem a alma.

O que se leva daqui? E para onde?

Não há respostas.

Prefiro simplesmente seguir por aí.

Sentimentos fazem morada em nós

mesmo quando não deveriam.

Outros se esforçam para que isso e aconteça

e nada.

Alguns despertam, outros adormecem.

Essa polaridade insana que nos perfaz.

Como entender?

Como aceitar ou negar?

Sentada aqui escrevendo e

só para variar nenhuma resposta.

E por que haveria uma?

A vontade de dizer o que se sente

é sempre soterrada pela razão.

Melhor assim!

Sentimento não é feito para ser desperdiçado.

Em silêncio me refugio em mim.

Não sou o que os outros vêem.

E talvez nem o que vejo.

Sou...

Talvez nem os deuses saibam.

Não há definição para o meu ser.

Ser e estar são completamente diferentes.

E ao mesmo tempo se relacionam.

Em uma alma que almeja por ...

Nem ela sabe...

Nenhum comentário: