quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Convite


Estou exausta! E não sei mais de fujo de ti ou de mim mesma. Por que insistes em me perturbar? Qual é o prazer que obténs disso? Embora pareça forte sou muito frágil. A vida me ensinou a não questionar meus instintos. E quanto mais perto de ti estou mais apavorada me sinto. Teu cheiro percorre meu corpo. Tua voz inebria meus sentidos. E tento, juro que tento, manter a mente focada. Nada quero mais com essa coisa de perder o controle. Nada de entregar os pontos. Jogamos um jogo de adultos. As regras são simples e diretas, assim como nós. Nada de príncipe encantado. Nem de donzela desesperada. Sei o que quero e como quero. Conheço minha intensidade e meus desejos. Não os nego mais. Houve tempo em que fingia não sentir, fingia não ser eu. Esse tempo findou. Esta que está na sua frente sou eu sem embrulhos, sem máscaras. Aprendi a me aceitar. A entender meu corpo e meus desejos. Comigo tudo começa na mente. Se alguém não tem capacidade de me animar mentalmente com certeza não saberá tirar proveito do corpo que lhe está sendo oferecido. A magia do meu corpo não é pra qualquer um. Terás coragem para queimar comigo. Viajar entre mundos e descobrir novas zonas de prazer? Mas espera! E o meu medo? Como lidar com ele? Já sei vou deixá-lo como um lembrete a mim mesma. Um alerta. Estamos em um jogo de adultos. Onde não há culpa, cobrança, nada disso. Esse monte de traste fica guardado do lado de fora da minha porta. Aqui quero me entregar ao tato, olfato, paladar, audição e visão. Vamos explorar cada sentido e ir além. Para encaixá-los todos em nossos corpos suados e satisfeitos. Nosso prazer será intenso e uno. Nada egoísta. Quanto mais nos dermos mais iremos receber. Nesse jogo de sedução, onde tudo é permitido, te convido a entrar e apreciar o que tenho a oferecer, sem medo, sem pudor. Livres como só amantes podem ser. Livres como o vento, a tempestade e a noite. Em um cenário perfeito de sensualidade e delicadeza. Entra, és meu convidado hoje e sempre que quisermos.

Um comentário:

lemuria disse...

Belíssimo texto minha dama.
Agora quem te faz um convite sou eu, deixa-me ser aquele que preencherá cada parte de tua alma com o mais delicioso de todos os pecados do universo.