segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Repensando


O que fazer?
Afastei-me de tudo por um tempo.
Analisei e reanalisei
alguns fatos que me pesavam o espírito.
São vários os pontos
em que decidi
mudar radicalmente.
Coloquei meus planos em ação.
Agora estou bem e feliz.
Ainda trago sim marcas
que não cicatrizaram direito.
Mas sei que o tempo
se encarregará delas.
Muitas vezes nos deparamos
com seres que não sabem
lidar conosco ou vice versa.
Admito ser alguém difícil.
Sou honesta comigo
antes de ser com o outro.
Tenho uma personalidade
moldada por altos e baixos.
Quando erro, e erro muito,
aprendi a refazer o caminho.
Quando pertenço, realmente pertenço.
Essa é minha busca.
Não quero sessões avulsas.
Minha essência não me permite
brincar com o que desejo
até a insanidade.
Mas sei também que de nada adianta
ter essa ânsia percorrendo meu ser,
se não tiver a quem entregar.
Houve época em que estive
a um passo disso acontecer,
mas o tempo passou.
Hoje depois de muito análise
cheguei a conclusão
que não era para ser.
O coração dói.
A mente se faz perguntas
sem respostas.
E nesses momentos estamos propensos
a cometer loucuras
que nos prejudicarão.
Não falo daquelas gostosas
que depois ao olharmos pra trás
pensamos, valeu à pena.
Falo daquelas
que nos deixam
tristes e abatidos.
Então antes de tomar uma atitude drástica,
conversei com amigos e ponderei muito.
Por que estava querendo desistir?
Por que estive a ponto de me desfazer dos perfis?
Medo?
Raiva?
Nada disso.
Estava cansada dessa ciranda.
Ainda estou na verdade.
Mas há dentro de mim
uma fera que necessita ser domada.
Há um ser que necessita do pertencer.
Então não há escapatória
ou fuga que dê jeito nisso.
Ainda vou enfrentar muitos altos e baixos?
Com certeza sim.
Vou me machucar?
Faz parte.
Vou querer xingar?
Xingo mesmo.
Quem não gostar, paciência.
Sou um ser em permanente evolução.
Busco algo que me suporte.
Alguém que entenda essa ânsia
que faz meu peito quase explodir...

9 comentários:

Anônimo disse...

Seria muita loucura minha dizer que quero entrar nesse mundo?

Yasmin Sub disse...

Sinceramente? Não sei o que responder. Só posso dizer que esse mundo me satisfaz...

{myrah} de ALDO disse...

Oi minha querida...
Passando para deixar flores e dizer que tem presente pra vc no meu blog...


Quanto ao seu texto...
Maktub...

{myrah} de ALDO

AMO SINIESTRO disse...

Muy buen blog te felicito. SAludos.

Yasmin Sub disse...

Gracias Senhor!!!

Engineer disse...

gostaria de conversar com vc o mais rapido possivel...preciso de algumas dicas e ajuda rs...

aguardo contato...

engineerlov@gmail.com

Sophysticada disse...

Linda Yasmin,

Sinceramente nem sei te dizer quantas amigas tenho q se encaixam exatamente no q vc descreveu tão bem.
O q posso dizer a vc é simplesmente não DESISTA, siga em frente precisamos de todas essas experiencias para ser seres melhores, contos de fadas são para livros não vida real.
Seu texto mexeu muito comigo. Vou te dizer q o pp ex Dono quis me transformar numa sub de sessões avulsas??? Como ele pode pensar isso? Parece q nem me conhecia... Q vidinha complicada essa, neh?

Minha admiração por ti.

Bjk@s

Yasmin Sub disse...

Sophysticada sim é muito complicado mesmo!!!

Mas enfim faz parte!!

Beijos

Eruwen disse...

Linda Yasmin, acabei de conhecer o seu blog e já estou apaixonada. Fases diferente, com as mais diversas intensidades e consequências são naturais, as feridas podem estar abertas, mas, um dia, serão lindos desenhos na sua pele e eles contarão uma história mais bonita ainda.

Estou seguindo.

Beijos