domingo, 1 de julho de 2012

Estrela


Estou aqui hoje
Estrela
porque preciso de Ti.
Meu coração já
não suporta a dor.
O espírito está
quebrado.
Roubaram
até a minha luz.
Quero o doce sabor
da Vingança.
Não ligo mais para
o que é certo ou errado.
Por que me cobrar por algo
que não fui eu quem começou?
Por que me prender
a conceitos que não são meus?
Chega!
Sou também uma estrela.
Necessito brilhar e ascender.
Quando eles me machucam
Eu revido.
Quando eles me pisam.
Piso de volta
sem misericórdia.
Cansei dessas regras impostas.
Cansei de aparentar algo que não sou.
Esse jogo de cartas marcadas
Não é pra mim.
Quero um baralho novo.
Feito do sangue
daqueles que tombaram,
dos medíocres
que tentam me empalar.
Dos cabelos das mulheres
que perjuram seus antepassados
e suas raízes.
Dos corações
que se diziam inocentes.
Vou dançar em seus
chamados campos santos
e me deliciar
com os olhares
reprovadores.
Pois não acredito
em santos.
Não acredito em seres
impostos por eunucos
ou por tarados
que se fazem
de cordeiros.
Sou loba enfurecida
e os destroço.
Levando para minha caverna
seus despojos
e seus crânios.
Nada quero com o sexo podre deles.
Quero o sexo
profano e sagrado.
Em círculos 
e lugares secretos.
Quero disseminar a luxúria
entre os que se dizem santos.
Quero o desejo estampado em rostos
meramente humanos.
E quero acima de tudo
Negar a eles o prazer.
Pois só a Ti Estrela
me entrego como 
realmente sou...
Taça
Rubra
Sagrada
Intensa
Tua
No silêncio
Dos séculos

2 comentários:

☠Neith War☠ disse...

Adoro!
Essa fúria intensa, desejo louco por vingança!!!
É isso que nos move, é isso que nos alimenta e nos faz cada vez mais fortes para viver um dia de cada vez!
Perfeito!!!

La Rosa Carla disse...

Assim vc me quebra!! rsrs

Beijos