quarta-feira, 11 de abril de 2012

Fantasma

Por que voltas a me assombrar Fantasma? Por que agora quando tudo estava calmo? Ao ouvir tua voz, tudo voltou. Como pode? Ainda agora sinto teu gosto. O teu cheiro e mais teu desejo. Pensei que tudo já estava esquecido. Enganei-me. Por que voltaste Fantasma? Já sei queres de novo entrar em meus sonhos. Queres de novo me atormentar. Fazer com que eu implore tua presença. Que inferno! Justo agora que estava serena. Pareces que adivinhas. O som da tua voz me deixa em transe, mesmo tratando-se de assuntos banais. Como e por que isso ainda agora ocorre? Sinceramente não sei. Talvez seja tua aura de mistério. Talvez meu corpo ainda se lembre do teu toque. Depois de tanto tempo. Ao fechar os olhos chego a sentir-te aqui comigo. Observando o que faço e até mesmo no que estou pensando. Abro-me inteiramente pra ti, não uso de meios termos. Contigo sou sempre eu mesma. Fantasma por que me contas tuas aventuras e desventuras? Por que me torturas? Por que fico nesse estado? Nessa ansiedade? Não deveria estar assim, tudo ficou no passado. Hoje seguimos caminhos diferentes. Hoje deverias ser uma pálida sombra para mim. Mas o fato é que a sombra pálida sou eu. Sou eu que sinto o coração palpitar, o desejo invadir meu corpo e fico desorientada. Entristeço, sabendo que o tempo passou e não volta mais. Entristeço sabendo que não me enxergas mesmo me vendo. Não me ouves mesmo conversando comigo. Enfim descubro que o fantasma sou eu não tu.... Que te vejo através do espaço tempo... Que esse desejo ficará encerrado em meu espírito... Sem nunca ser satisfeito... E por fim deixo a névoa me levar embora. Para longe de ti... Para a segurança do esquecimento... Sou somente um fantasma do seu passado, que se esvai aos poucos até nada sobrar...

4 comentários:

O caminho de perséfone core disse...

Doce e centrada Yasmin...quem sabe esse "fantasma" não seja tão assustador assim.
Se deixar ele se aproximar, se mostrar e seus segredos contar, verá que toda essa névoa se dissipará.
E sendo mais nítido aos seus olhos, sensível ao toque, poderá perceber que nessa hora é tão mortal quanto você, com os mesmos medos, as mesmas idéias e os mesmos sonhos. E quem sabe quando constatar essa possibilidade...não haverá um recomeço?
Fantasmas não são tão assustadores, eles o são por conta das nossas impressões. A construção deles é possível através da nossa própria "arquitetura".

Beijos cheios de carinho!
^.^
{perséfone core}_DC

Yasmin Sub disse...

Oi {perséfone core}_DC, sim eu sei que eles não são tão assustadores assim, mas existem histórias em minha arquitetura que me fazem temer esse em especial... Por já haver sentido seu toque... E bem... É uma longa história rsrsrs... Beijos

DOBERMANN DOM disse...

gostei mto da sua arquitetura,embora eu seja a favor deste lado obscuro das trevas entretanto mais uma vez vc alimentou minhas inspirações e o meu fascinio por vc bjs

Yasmin Sub disse...

Gracias Dom!!

Sempre atento e gentil...

Beijos