segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

De volta às origens

Já começou o ano, estou em São Paulo, para ficar. Tudo aconteceu muito rápido, sem grandes sustos ou medos. Simplesmente aconteceu. Meus amigos sabem da minha vontade de voltar pra cá. E enfim cá estou. Claro que ainda há muito a ser resolvido e muito a ser pensado, mas por incrível que pareça me sinto preparada para as mudanças que irão ocorrer. Aqui é meu lugar! Quanto ao BDSM, tudo continua como antes, ou seja, parado, um marasmo só. Mas sendo sincera comigo mesma, nem é tão ruim assim, aqui pelo menos terei mais contato com essa parte da minha personalidade, teria novas oportunidades de conhecer pessoas novas e coisas do tipo. Se isso vai me levar ao pertencimento é uma outra história. Que não estou desesperada para que se concretize. Isso já passou. Um fato me deixou chateada, minha página no Facebook foi excluída. E detalhe nem sei o porque. Material indevido? Imagens indecentes? Não! Nada disso. Erotismo não é pecado. E se for, bem que se dane! Refiz a página e decidi que não postarei imagens nela. Tenho um blog exclusivo para tanto. Não entendo o que as pessoas ganham com a denúncia. Se elas se sentem bem com isso, paciência. Mas é algo tão pequeno, tão mesquinho. Que somente seres que não tem nada melhor para fazer da vida perdem tempo com esse tipo de coisa. As redes sociais deveriam ser um meio para que pessoas que tem os mesmos gostos de aproximassem e não um palco onde os fakes imperam e prejudicam outros, sem aparentemente serem punidos. Uso o aparentemente, porque de uma forma ou de outra a verdade vem à tona. Pode demorar, mas acontece. Quanto a ser objeto de inveja, oras bolas, tem gente muito mais interessante que eu nas já citadas redes. Então espero que a partir de agora procurem um outro bode expiatório. Não sou mais bonita, inteligente ou mais rica que ninguém. Mas tenho algo que não podem roubar de mim: Personalidade. Sou o que sou. Submissão faz parte da minha essência. Passei da fase o talvez. Passei e já faz muito tempo da fase da negação. Gosto de me sentir presa, amordaçada, sem direito a questionamentos. E qual o problema com isso? No meu modo de encarar, nenhum. Se alguém pensa ou sente o contrário, simplesmente não se aproxime de mim. O que muitos veem como simples putaria, vejo como o mais requintado ato de subjugação. O que alguns pensam ser baixa autoestima, sinto me uma fêmea completa, com direito ao gozo e ao prazer que esses momentos proporcionam. O pertencimento é algo que não dá para ser colocado em palavras. Só quem o sente sabe do que estou falando. Começo mais um ano desejando ardentemente pertencer. Portar A Coleira! Mas nada além disso conseguirá me dobrar, me domar. Essa sou eu de voltas às origens. Onde tudo começou. Estou sorrindo aqui ao terminar esse texto singelo...

6 comentários:

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

Vim desejar-lhe boa sorte em São Paulo yasmim.

Seja sempre você mesmo, sem preocupações de agradar ninguém, a não ser você própria.

Beijos carinhosos,

ÍsisdoJUN

yasmin so yasmin disse...

IsisdoJUN

Obrigada pelo comentário e pode acreditar sigo essa diretriz há muito tempo, e dá certo rsrs.

Beijos!

Anônimo disse...

Sucesso em teu novo caminho., mudança é sempre positivo, o melhor é não planejar, jogar para o UNIVERSO, e deixar nos levar....admiro tua transparencia....bjos doces...Doce Serva

yasmin so yasmin disse...

Adorei seu comentário Doce Serva!!!

Bom saber que vc tb gosta do blog

Beijos

André disse...

Seja bem-vinda a São Paulo, Yasmin!
Que essa nova fase seja cheia de boas energias, luz e 'risos'...

Beijos,
André.

Yasmin Sub disse...

André!!!

Que bom ler VC por aqui!!

Saudades!

Beijos

Yasmin