sábado, 13 de agosto de 2011

Escrevendo...

Tenho tanto para escrever mas estou com receio. De repente as palavras são pesadas. São uma arma com a mira certeira. Então tento ir com calma mas me conhecendo, sei que essa tentativa não vai durar muito, tento me esconder, tento me manter em silêncio, mas faço tudo da forma inversa. O que faço com esse medo que está me rondando? Sinceramente não sei. Mas me importo? Não é a resposta automática. Estou fazendo a viagem mais insana que alguém poderia imaginar. E estou adorando; cada detalhe, cada sorriso, cada gesto. E tudo isso me assusta.  Então por que continuo? Por que dou mais um passo? Simples de responder: Adoro a sensação que isso me causa. Adrenalina a um milhão. O desejo que invade meu corpo. E minha mente delirando. Quando tudo parece fugir de controle,dou alguns passos para trás. Recuo para respirar, para tentar pensar com clareza. E adianta? Não, quando ELE me chama de volta. Lá vou eu... Sem mesmo pestanejar, sem pensar...Sou pura instintos, desejos e nada além. Simplesmente me entrego ao que está acontecendo,mesmo correndo o risco de me machucar. Mas os riscos fazem parte da vida. E eu os aceito. Se não que graça teria?? Pode ser mais seguro, mais centrado... Ou sei lá o que mas não seria eu.  Quero viver, experimentar, gozar sem vergonha. Por acaso me ouves te pedir algo? Não! Sabemos o que somos. E mais sabemos o que podemos ser! Então estou aqui. Pronta. Desejosa. Ansiosa. Mas, estou aqui. Esperando pelo Teu toque. Pelo Teu comando... Nada irá me fazer recuar... A não ser que me digas não. Aí só me restará voltar...

Nenhum comentário: