quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Facebook

Ando observando a movimentação aqui no Facebook. 
Alguns Dominadores soltando os cachorros a torto e a direito. 
Outros rindo feito bobos por serem assediados.
Poucos se preocupando de onde vem esse assédio,
quem é a pessoa por trás do fake.
O que motiva essa pessoa a se passar por uma submissa
e até as vezes se passar por mulher.
Pelo que noto uma carência muito grande, uma necessidade de aceitação.
Mas, existe outro tipo de pessoa por trás disso.
Sempre leio e reclamo sobre os falsos dominadores.
Agora falemos das falsas submissas.
Mulheres ou não, em busca de sexo fácil.
Que se oferecem a todos.
Não importando se o Dominador deu abertura ou não para isso.
E quando não conseguem o intento.
Adivinhem? Perfis derrubados.
E não só o do Dom, o da submissa também
que na maioria das vezes nem sabe
o que anda rolando no inbox do seu Dominante.
Esse tipo de pessoa deve buscar ajuda médica e espiritual.
Nada contra uma boa foda, pelo contrário.
Não sou hipócrita.
MAS, quando se trata de BDSM, sexo é só um complemento,
um ótimo complemento por sinal.
A essência do BDSM vai além de corpos ou de práticas.
Como explicar isso para alguém que só busca um passatempo?
Como detalhar como o corpo se sente ao ser amarrado,
torturado e ainda assim sentir um prazer inenarrável?
Não tem explicação.
Só a pele sabe.
A pele da submissa e a do Dominante também.
O cheiro, a pulsação acelerada, o gozo compartilhado. 
Claro que alguns dirão que isso se consegue com qualquer foda.
Sinto discordar!!!
Quem é submissa não busca só isso.
O Dom idem. O verdadeiro.
Não aquele que fica dando piti por aqui.
Usamos o Facebook como uma vitrine.
Onde prazeres podem ser compartilhados.
Prazeres pelas práticas, pelo BDSM,
pela busca de um melhor entendimento.
E não pensem que falo do outro.
Falo de nós mesmos.
É uma aventura.
Um caminho sem volta.
Então se você, seja homem ou mulher
vem aqui em busca de uma boa transa é melhor pular fora...
Aqui é um ambiente onde procuramos
conhecer pessoas com os mesmos gostos.
Há várias posturas e a falta delas também.
Ninguém é obrigada a gostar, a permanecer.
Se não gostas do que lês.
Simplesmente desfaça a amizade.
Se por ventura, continuares aqui, o que todos nós pedimos é RESPEITO.
Talvez a grande exposição que hoje faz parte do mundo BDSM nos atrapalhe um pouco.
Hoje o garimpar é cada vez mais importante.
Não só Dominadores. Submissas também.
Por vezes algumas perguntas insanas me atravessam a mente.
Vou expor porque preciso exorcizar alguns demônios.
Se um Dominante pode ter um canil ou harém, por que não a submissa?
Sei que irão me xingar mas, não muda o fato
de que por vezes isso me passa pela cabeça.
Claro que quando a submissa se entrega,
todas essas perguntas evaporam.
Cabendo aqui um adendo:
Esse tipo de pergunta só irá desaparecer perante
uma entrega real e um Dono que aceite sua menina por inteiro.
Porque essa coisa de mais ou menos, morno...
Não é para mim.
E nem para nenhuma das submissas que conheço.


Nenhum comentário: