terça-feira, 29 de novembro de 2016

As vezes

As vezes me dá vontade de sumir.
Excluir isso aqui.(Facebook)
Fico me perguntando o que busco.
Sou alguém bem resolvida.
Não tenho culpa dos outros não serem.
Não saberem o que querem
e ainda querer ditar regras aos outros.
As conversas fúteis me irritam.
As pequenas mentiras e omissões
me fazem questionar o por que de tanto mimimi.
Quem está certo?
Quem está errado?
Quem sou eu para dizer quem está certo ou errado?
Vivo a minha vida do meu jeito.
Quem quiser que viva junto.
Quem não?
A porta da rua é serventia da casa já diz o antigo ditado.
Gosto de ser quem sou.
Meu corpo me pertence
e faço dele o que bem entender.
Não procuro aprovação.
Já passei da idade.
Se quiser me conhecer entenda:
Não sou brinquedo.
Não sou estepe.
Sou como o vinho ou como a tempestade.
Ou seja, tem que saber a dose que aguenta
e estar disposto a ficar encharcado.
Nem mais nem menos.

Nenhum comentário: