quarta-feira, 11 de julho de 2012

Saindo de fininho


Fazem quase 10 anos que estou no meio.
Já vi de tudo ou quase tudo.
Não me importo muito com
o que as pessoas pensam ou não.
Cada um tem um modo de viver.
Cada um tem um modo de sentir.
Nem sempre sou coerente.
E hoje não serei mais do que o normal!
Ando de saco cheio
dos meus sentires, dos meus desejos.
E pior parece que estou sempre
no lugar errado e na hora errada.
Talvez se eu pulasse fora
estivesse mais segura.
Ou sei lá.
Mas que saco!
Não quero isso.
Mas também não quero
me sentir do jeito que estou.
Detesto quando fico indecisa,
quando não sei para onde ir.
Preciso saber onde piso e como piso.
Será pedir demais?
Se for paciência, sou assim e ponto final.
Droga hoje nem eu me entendo.
Estou à beira do precipício isso sim.
E mais um passo será o derradeiro.
E na verdade não me importo!
Não quero nada menos do que intensidade,
do que voar pelo ares
e me sentir livre estando presa.
Ando contraditória.
Queria era poder esquecer que sou submissa.
Esquecer meus desejos, meus anseios. 
Não me importar. 
Não ansiar.
Queria mas infelizmente
não mando em mim mesma.
Que inferno!!!
Não sei para onde ir.
Se devo ir ou ficar.
Isso me deixa vulnerável!
E não gosto de me sentir assim.

Um comentário:

Lascivo-campinas disse...

Olá boa tarde estou em busca de sites parceiros já adicionei o seu quando puder colocar o meu ficarei grato, desde já agradecido.

http://fetiche-campinas.blogspot.com.br/