quinta-feira, 29 de março de 2012

EU


Definitivamente chego a conclusão que tenho sérios problemas psiquiátricos, somente isso pode explicar o que vem acontecendo comigo. Ando tão alheia a tudo que por vezes me pergunto se ainda estou nesse plano da vida. E ao mesmo tempo tudo parece me atingir de uma forma mais real, mais intensa. E sendo sincera, estou cansada de intensidade, de sentimentos, ando implorando por descanso. Algo que me permitisse dormir e dormir para não mais acordar. Mas, aí tenho outro problema no mundo dos sonhos encontro ou reencontro seres que por vezes sinto ímpetos de aniquilar, estraçalhar. Minha sombra toma à frente e eu permito, porque estou cansada de tentar ser sempre a boazinha, a que entende, a que compreende. Não quero nada disso então libero meu lado sombrio. Ela age com destreza, não se intimida e parte pra cima, parece não pensar ou refletir, usa o instinto com naturalidade. Combate os seres que querem machucar, usa uma espada com a lâmina dupla. Onde já vi isso? Ah sim, há muito tempo atrás, durante o jogo. Então tento recobrar a consciência ou algo assim, mas ela não permite, e me manda um aviso: FIQUE QUIETA! E como estou sem saco para brigar me calo e a deixo assumir o controle, o que acontece a seguir é uma carnificina. Ela vai atrás daqueles que já nos magoaram, já nos usaram e sem piedade alguma os destroça. Fico horrorizada e ela ri insanamente.E novamente me diz: Você é tola! Podemos tudo que queremos! Sabe o que estraga tudo? Balanço a cabeça negando. E ela responde: Você sabe só tem medo de admitir porque teria que sair dessa postura idiota que teima em manter. Então me canso dela também e tento me afastar. Ela se posta na minha frente e diz: Vamos ser honestas, só estamos nós aqui, vamos diga o que se passa em seu espírito ou quer que eu fale? Não se esqueça somos a mesma coisa! Então explodo, todo o maldito autocontrole vai para o espaço e avanço pra cima dela enfurecida cuspindo as palavras de tal modo que pareço uma metralhadora: Estou cansada de todo mundo pensar que sabe quem ou que sou eu, estou cansada de usar essa máscara insuportável, de calar quando quero gritar. De me negar prazer quando quero simplesmente transar com alguém. Estou cansada de ser eu. Novamente ela me olha mas, agora é diferente e ela se aproxima se fundindo a mim. Então explodo numa onde de ódio e raiva tão intensas que varro do espaço os sinais da carnificina praticada por nós. Paro e me deparo com um espelho. Penso de onde raios isso apareceu? Chego perto e ao ver minha imagem refletida sinto pânico. Aquela não sou eu. Ou melhor sim sou eu, em essência. E Deuses tenham piedade! Dentro da minha mente uma risada ressoa e a voz dela (minha) se faz presente Sim somos assim mesmo, algo abissal e primal. Qual o problema? E olhando para aquele espelho começo a rir quando me respondo: Nenhum. Quem quiser me conhecer a partir de agora terá de saber que sou letal e bondosa. Não perdoo mais inimigo algum. Não pratico mais a falsa indulgência. Cansei de querer aparentar algo que não sou. Não tenho medo do abismo, pois o carrego dentro de mim. Não temo a Noite, pois sou filha dela. E não nego mais meus desejos, pois eles me fortalecem. Minha vontade é aço. Meu amor é destinado somente a UM, os outros são parceiros de prazer, assim como eu sou deles. Nada além disso. Essa sou eu, prazer, bem vindo ao meu mundo!!!!


2 comentários:

☠Neith War☠ disse...

UAU!!!!
Eu jamais imaginaria isso!!!
ADOREI!
PERFEITO!
Liberte seus demônios para brincar ;)

La Rosa Carla disse...

Se liberar mais alguns não vai sobrar muito rsrsrsr

Mas tenho feito isso!!! Frequentemente!