domingo, 4 de setembro de 2011

Ardor

Ardo de desejo não satisfeito. E quanto mais tento me controlar pior fica. Recuei vários passos. Mudei a direção. Não quero me machucar mais. Então respiro fundo e continuo meu caminho. Logo ali na frente dou de cara com meu desejo. Estampado em um espelho, me espionando. E eu paro e fico admirando, de repente me surpreendo, pois estou indo em direção ao que faz meu corpo vibrar. Ao que acarreta dor e prazer. Não posso me dissociar disso. Isso sou eu. Adoro a sensação do corpo sendo castigado. Adoro a sensação de ter meu corpo invadido, explorado e abusado por quem sabe o que faz. Os que dizem saber não me interessam. Os aventureios me cansam. Busco O Dominador, O Predador, nada além disso. Então não me comparem a uma puta de esquina, que ganha seu sustento assim. Nao sou ela. Sou a mulher submissa, que ama ter seu corpo lanhado. Que serve ao Dono com paixão e devoção. Sou a vagabunda, sem vergonha, mas só pra ELE. Sou a cadela, quando ELE me quer assim. Então se não tens competência para tanto, nem se aproxime. Pois sou um ser essencialmente do fogo. Sou sim suave, quando o Dono assim precisa de mim. Sou devassa, sempre. Porque essa é minha essência. Não brinco quando falo que gosto de dar o rabo, algo para mim tão natural quanto o papai e mamãe. Gosto porque é algo que me dá prazer. E saber que quem me Doma aprecia a prática, ahhh me faz sentir mais tesão ainda.  E quando percebo estou hipnotizada, presto atenção em tudo que vem Dele. Fico em silêncio ponderando, por que esse tipo de coisa acontece comigo? Por que não posso ser como todo mundo? Entrar nos esquemas e me sentir bem? Por que essa ânsia pelo perigo, pela adrenalina. Porque sei que ELE é exatamente isso. Perigo. Alta voltagem... Mas ao invés de seguir meu caminho... Paro e faço meia volta. Adentro de novo o mundo que não é só DELE, é meu também, porque amo me submeter a quem tem competência. Fora isso, nenhum dos pretensos Dominadores preenche minha lista de desejos que embora sejam devassos e pervertidos, são encarados por ELE como algo natural, tanto NELE como em mim. Sou sempre a submissa a espera de alguém que tenha competência para me adestrar, quebrar meus limites e me entregar sem meias medidas... Ando mesmo ardendo de desejos...

Nenhum comentário: