segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Indo pra casa

Hoje foi um dia atípico. Eu que sou toda certinha em relação a trabalho e horários. Hoje sai dos trilhos, estava dispersa e com a cabeça na lua. Só queria saber DELE, e não tirava os olhos do celular. A cada nova mensagem eu exultava, como uma adolescente. Sai mais cedo só pra poder estar online quando ELE entrasse. Suspirei quando entrou no MSN e nas redes sociais. Deuses como isso é possível? Como posso estar me sentindo desse jeito se nem o conheço ainda? Como me controlar? Pois tenho certeza absoluta que preciso me controlar. Que preciso manter a serenidade e mais a sanidade. Seria muito fácil esquecer tudo e me jogar de cabeça nessa história. Mas as coisas não funcionam assim. Cada um de nós tem um passado e um presente. Cada um de nós tem feridas que por vezes mesmo cicatrizadas ainda nos magoam. Então preciso ir com calma e tato. Não quero me machucar como também não quero machucá-LO. Não quero perder uma amizade por um momento de loucura. Embora eu topasse muitos e variados momentos de loucura com ELE. Anjos e Demônios, que feitiço será esse? Que rede foi essa que nos pegou ao mesmo tempo? Algum Deus que não tinha o que fazer decidiu brincar comigo e me colocou nessa situação. E agora? Não paro de pensar NELE. Quero me arriscar mesmo sabendo que a tendência é só piorar ou melhorar. Essa sou eu? Hummm analisando friamente? Sim sou eu. Cheia de altos e baixos. Cheia de paixão e desejo. Por Alguém que pode ou não me fazer feliz, me sentir mulher, fêmea. Aiaiai... Queria poder escrever que não me sinto assim. Que tenho tudo sob controle. Que se ELE não me ligar mais ou mandar mensagem não vou chorar e nem me desesperar. Mas seria tudo mentira. Claro que vou chorar e vou demorar um tempo pra juntar meus pedaços, mas como sempre faço estarei inteira depois de um longo inverno. Viu? É assim que mantenho os pés no chão. Analisando como as coisas podem dar certo ou errado. Se estou preparada para algo dar errado? É claro que não estou, mas jogo com essa possibilidade também, assim se algo der errado, vou pro meu canto e aos poucos vou me reestruturando. Mas mesmo com tudo isso em mente não consigo tirar a voz DELE na minha orelha... E juro, tenho que me segurar pra não telefonar, pra não mandar mensagem nem nada disso. Eu prometi a mim mesma que manteria a linha e o foco. Não quero apostar todas as fichas de uma vez, para não ficar sem nada. Afinal já fiz isso antes e não valeu a pena. Fiquei sozinha, para me remontar... E hoje mesmo estando nesse estado de excitação e vulnerabilidade, vou com calma, por já me conhecer bem o suficiente. Vamos ver como ELE reage a mim, se ainda vai sonhar comigo depois de ouvir minha voz. E eu preciso manter os pés no chão.. Agora vou para casa tomar banho, dormir e sonhar... Com ELE, meu Vício...

4 comentários:

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

Ai que esse vício nos arrebenta....

Boa sorte em tentar ficar na linha, poucas conseguem, rs

Beijos carinhosos,

ÍsisdoJUN

LOBO MAU disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
LOBO MAU disse...

A contradição faz parte inerente da natureza dual da mente humana.
Não há como evitá-lo.
Na impermanência de tudo o que nos rodeia pratique acções que construam sentido e harmonia e aprenda a conciliar a tristeza e a alegria, a vida e a morte, a sombra e a luz, a dor e o prazer, o positivo e o negativo, para realizar o melhor possível seu percurso de vida, porque nada é em vão.

yasmin so yasmin disse...

Concordo tanto com a Isis como com o Lobo!!!!

E estou adorando!!!!