terça-feira, 23 de dezembro de 2008

Limbo



Estive em um limbo delicioso

por quatro dias e quatro noites.

Não vou me lembrar de tudo com exatidão,

mas carregarei em mim teu toque.

Surgiste aqui de surpresa e me fizeste cativa.

Sem ao menos se esforçar.

Foi algo natural, tão suave e

delicado que me envolvi sem perceber.

Teu corpo me fez delirar,

mas tuas ações seguras e diretas,

me mantiveram em meu lugar.

A naturalidade do envolvimento surpreendeu-me,

pensei que isso não ocorreria mais.

Sentar-me ao teu lado

e poder desfrutar da tua boca é algo inenarrável.

Nada foi premeditado pelo menos da minha parte.

Não esperava por isso.

Vieste como uma brisa suave

que de repente virou tempestade.

Senti-me dentro de uma floresta cerrada,

onde não conhecia nada.

Não sabia como sair, como voltar

e a cada passo estava mais perdida.

Mas, ao mesmo tempo me sentia

protegida e guiada por ti.

Aos poucos fui me rendendo ao teu encanto,

a tua fala cadenciada.

Sabes perceber minhas mudanças

num piscar de olhos.

Não tomaste conta só do meu corpo,

foste além.

Claro que anseio por mais encontros,

mas deixaste claro que

é tudo no teu tempo.

Hoje não sofro,

somente espero que me chames.

Não há a dor do abandono,

mas a certeza de que me chamarás outra vez.

Fico aqui a rememorar

teu corpo, tuas mãos,

tua boca e isso me acalma.

Acende sim o fogo que dorme em mim,

mas estou ciente de que devo esperar.

De onde estás, mesmo agora,

sabes que penso em ti e te desejo.

Sabes que meu corpo

enquanto o quiseres é teu.

Que teu encantamento é eficaz

e estou rendida.

Rendida e desejando

estar na mesma cama que ti.

Sei que me observas,

que em outro local pensas em mim.

Como explicar?

Talvez nosso elo forjado por ti

em intrincadas linhas me mantenham

presa a ti e isso faça com que

te sinta mesmo longe de ti.

Sei que esse limbo maravilhoso,

ainda me embriaga quando lembro

o que esses dias e noites significaram para mim.

Agradeço-te por isso, pela feliciadade

e o gozo constante desse tempo.

E sim desejo mais muito mais...

Estarei aqui à tua espera.

Nenhum comentário: