quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Silêncio



Estendo a mão e te deixo me levar,

conheces melhor que ninguém

esses sonhos desvairados meus.

Mas anseio muito mais que sonhar...

Viver, extrapolar e me maravilhar.

Entregar meu ser ao teu comando,

mas quedo aqui em silencio.

Em respeito a ti.

Nenhum comentário: