sábado, 21 de julho de 2007

Tua



Quero todas as Tuas perversões.

Quero Teu sadismo percorrendo minha mente e corpo.

Quero Tua crueldade se instalando em meu ser.

Quero Tua malignidade para mim.

Quero-Te todo...

Entrego-me para ser em Tuas mãos o que quiseres.

Sinto o gozo pleno, o extâse que vem da alma ao corpo.

Explodindo em milhares de gemidos, sussurros e lágrimas.

Há um misto de sentires em meu ser...

Todos eles dirigidos por Ti.

Partindo e voltando a Ti.

Fazendo-me arquejar, temer,

delirar, gritar, silenciar,

chorar, gozar, tudo isso intensamente.

Sou Tua... Ah! Como sou Tua!

Não há outras mãos,

outro peito,

outras coxas,

outro membro,

outros olhos,

outra boca, que de mim tomem posse.

Sou com orgulho e tesão...

Tua serva, faço o que ordenas.

Tua cadela, obidiente e satisfeita.

Tua escrava, para mandares e ser acatado.

Tua fêmea, que só Teu corpo a abrasa.

Tua vadia, sem pudor algum, sorrindo sacana.

Tua mulher, pois a cada vez me faz perceber a mulher em mim.

Nessa hora, nesse momento, nesse encontro dos corpos nossos,

quero tudo, quero que sintas todo o poder que exerces...

Não quero ser poupada, quero antes Te sintas satisfeito,

no mais profundo do Teu íntimo,

usando meu corpo,

e como isso me fazendo feliz.

Usas o açoite, entre dor e prazer, me vejo tremer....

A razão aqui não tem lugar, sou puro gozo e prazer...

Pelas tuas mãos...

Sabes que sou Tua..

Submissa de corpo

de alma

de coração.

De Ti tenho tudo o que me dás.

Também de corpo, alma e coração.

Assim sou plena de Ti e de mim...

E aqui me quedo sempre aos Teus pés...

Pois sou Tua e me orgulho disso.

Nenhum comentário: