sábado, 21 de julho de 2007

DESEJO E ENTREGA



Não cabe a submissa falar se o Dom se entrega ou não.

Cabe a ela através da sua entrega,

satisfazer-se em dor e prazer.

Quando ela sente o que o Dom lhe transmite se regozija.

Ao sentir o zelo.

Ao sentir o adestramento.

Ao sentir o cuidado.

Ao sentir o desejo.

Ao sentir a dor infligida, tanto psicológica como a física.

Ao se entregar de corpo e alma sabe que poderá contar

sempre com o braço forte e a postura Dele.

A submissa sabe com exatidão que:

Dom não ama como namorado,

Dom não ama como marido,

Dom não ama como amante,

Dom ama como Dom...

Qual a qualificação?

Não importa.

Importa sim que a submissa se sente zelada e cuidada.

Que se entrega plenamente.

Por confiança, porque consentiu.

Importa a ela que o Dom seja presente,

que ela o sinta, prazer e dor,

se confundem gerando o extâse

que só as mãos do Dom a fazem sentir....

O resto, são puramente nomenclaturas...

Nada mais.

Nenhum comentário: